"
Apoiado por

Dá e receberás

Vivia-se o ano do Senhor de 1998. No século XX portanto, quando ainda se trabalhava de gravata. Estava eu com 1 mês de experiência em SAP e pela primeira vez sozinho num cliente, de gravata ao pescoço, num armazém gigante, a fazer formulários de WM e coisas do género ao serviço de um funcional de WM. Certo dia fui directamente abordado por um senhor condutor de um empilhador que me disse que o código identificador na etiqueta das paletes tinha letras muito pequeninas e ele tinha muita dificuldade em lê-lo. O senhor empilhador perguntou-me se eu lhe podia aumentar o tamanho das letras. Situação relativamente irregular visto que tudo o que eu fazia deveria ser pedido pelo tal consultor funcional.

Parecia uma coisa simples e então tomei a iniciativa de tentar ajudá-lo. Afinal acabei por demorar 2 dias porque era uma impressora matricial antiga e tive de obter o seu manual de instruções, descobrir e configurar as sequências de escape no SAP. Mas no fim desses 2 dias, para enorme felicidade do senhor condutor do empilhador, o código começou a aparecer com letras garrafais. Ele, que passava todos os dias 8 horas por dia a transportar paletes, viu a sua qualidade de vida aumentar substancialmente. E até hoje, em quase 12 anos de SAP, esta foi uma das tarefas que me deu mais satisfação fazer, só pela alegria que lhe dei.

Os deuses deviam estar do meu lado porque, quando alguns dias depois fui enviado para um novo cliente, no próprio dia em que cheguei, o chefe desse projecto veio ter comigo e perguntou-me se sabia como é que se aumentava as letras de uma etiqueta, que andavam às voltas com aquilo e ninguém conseguia. Eu, com o ar mais natural e confiante do mundo disse-lhe que sim, que sabia, imprimi e dei-lhe as minhas notas que explicavam detalhadamente os vários passos necessários para fazê-lo, resolvendo-lhe o problema, ficando imediatamente com fama de especialista.

Moral da história: Dá (sempre) e (às vezes) receberás.

O Abapinho saúda-vos.

Deixe um comentário


Acerca do Abapinho
O Abapinho é suportado pelo WordPress
Artigos (RSS) e Comentários (RSS).