"
Apoiado por

Boas prácticas
Não usarás CHECKs directamente em user-exits

É comum encontrar o comando CHECK em user-exits. A trágica consequência disto é que, se o CHECK falha, nenhum do código que se segue a esse CHECK será alcançado. Como é comum (ainda que má prática) que num user-exit sejam tratados vários assuntos diferentes, um CHECK relacionado com um assunto pode inibir o acesso aos assuntos seguintes. Uma forma simples de evitar este risco é, como sempre aconselho, encapsular o código em rotinas.

Deixe um comentário


Acerca do Abapinho
O Abapinho é suportado pelo WordPress
Artigos (RSS) e Comentários (RSS).