"
Apoiado por

Adeus Evernote, olá Obsidian

Depois de 10 anos a usar o Evernote, este ano comecei a procurar alternativas. No início o Evernote era fantástico. Mas parou no tempo e deixou-se ultrapassar. Entretanto apareceram tantos conceitos novos: jardins digitais, backlinks, Zettelkasten, Evergreen notes, MOCs, etc. E o Evernote lá continua, igual ao que sempre foi, condicionando-nos a tirar notas em vez de criar notas.

Em Julho deste ano tentei migrar para o Notion mas não correu bem. Não só não gostei da experiência como compreendi que, embora o Notion fosse uma evolução em relação ao Evernote (Markdown, backlinks, etc.), não preenchia alguns dos requisitos básicos para mim:

  • Não usar a Cloud (ficheiros locais)
  • Fácil de fazer copy & paste de outras fontes
  • Bom interface (práctico e rápido)
  • Não ficar preso a um programa
  • Gestão de versões (git)

Então tergiversei. Abandonei o Notion e voltei para o Evernote. Felizmente ainda não tinham divergido muito. Decidi aguardar que aparecesse algo que respondesse a todos os pré-requisitos. Imaginei que o Athens poderia ser uma hipótese.

Até que me cruzei (novamente) com o Obsidian. E foi amor à segunda vista! É que já tinha instalado o Obsidian há uns meses mas não o tinha explorado muito. Além disso ele tem evoluído muito nos últimos meses.

Depois de o explorar e experimentar bastante, compreendi que o Obsidian é fabuloso, responde a tudo o que eu preciso e ainda permite coisas que eu não tinha antecipado. Decidi adoptá-lo.

Mas desta vez não migrei tudo de uma vez do Evernote para o Obsidian. Estou a migrar por partes. E ainda bem, porque isso tem-me permitido ir compreendendo melhor como lidar com cada caso particular.

Estou a usá-lo diariamente há duas semanas e, ao contrário do Notion, o Obsidian é práctico, super rápido e dá muito prazer usar. Penso que é desta. E é grátis! Mas é tão bom que eu decidi pagar os $25. Eles merecem.

Dito isto, há alguns cenários que ainda não entendi como fazer funcionar bem no Obsidian. Esses continuam no Evernote, à espera que eu encontre uma solução ou que o Obsidian passe a permitir MOCs dinâmicos. Não tem mal. Esperarei tranquilamente.

Actualizarei este artigo quando tiver novidades. Até lá, vou continuando alegremente a podar o meu jardim digital no Obsidian.

O Abapinho saúda-vos.

5 comentários a “Adeus Evernote, olá Obsidian”

  1. Adriano Campanhola Diz:

    Poxa, olhando o Obsidian provavelmente vou trocar.

    Estava utilizando o https://notable.app/ como uma plataforma para Zettelkasten(inclusive, bacana saber dos outros conceitos, vou dar uma estudada!). Porém parece que o Obsidian é bem superior.

  2. Nuno Godinho Diz:

    O Obsidian é absolutamente brilhante e já consegui superar todas as limitações que ainda via nele. Já consegui migrar quase todas as minhas notas do Evernote para lá. Mais uns dias e apago a conta do Evernote. Menos uma cloud.

  3. Tas Diz:

    E ae Nuno, nos atualize sobre o Obsidian.

  4. Nuno Godinho Diz:

    Depois de alguns meses a usar posso dizer-te que é tão bom que vou ter de fazer muito em breve um post novo só a falar disso para não ficar perdido aqui nos comentários.

    Estou a usar o Evernote outra vez num cliente porque é o que usam para partilhar notas e agora parece pré-histórico e inútil.

    Dentro de uns dias começo a escrever um post a tentar explicar o porquê de ser tão bom em todos os aspectos.

    ;-)

  5. Nuno Godinho Diz:

    Ah, e sempre apaguei a minha conta de Evernote. A que estou a usar agora é nova e só uso mesmo no contexto deste cliente.

Deixe um comentário


Acerca do Abapinho
O Abapinho é suportado pelo WordPress
Artigos (RSS) e Comentários (RSS).