"
Apoiado por

Chama função remotas AS SEPARATE UNIT

Imagina que chamas um módulo de função por RFC várias vezes seguidas. Se calhar julgas que cada chamada é completamente independente. Mas não é. O grupo de funções fica carregado em memória no sistema remoto e os mesmos dados globais serão reutilizados em todas as chamadas.

Isto não deverá constituir um problema na maior parte dos casos. Mas haverá cenários em que, por uma razão ou outra, o módulo de funções chamado guarda dados em variáveis globais que podem interferir negativamente com as chamadas subsequentes.

Se quiseres garantir que isto não acontece e que tens dados fresquinhos de cada vez que a função é chamada, acrescenta AS SEPARATE UNIT à chamada. Simples.


CALL FUNCTION 'Z_FAZ_MAS_TEM_VARIAVEIS_GLOBAIS'
DESTINATION rfcdest
AS SEPARATE UNIT.

O Abapinho saúda-vos.

Deixe um comentário


Acerca do Abapinho
O Abapinho é suportado pelo WordPress
Artigos (RSS) e Comentários (RSS).