"
Etiqueta > DDIC
Apoiado por

Atender o cliente ou aviar o freguês?

Em todo o lado onde se use o elemento de dados KUNNR, a sua descrição diz “Cliente”. E se quiseres mudar a descrição deste campo de “Cliente” para “Freguês”? “Freguês” é tão mais bonito! Ou imagina que a empresa para quem trabalhas trafica droga e te diz que gostava que no LIFNR aparecesse “Dealer” em vez de “Fornecedor”. Claro que nos ecrãs e relatórios Z podemos descrevê-lo como quisermos mas… e nas transacções standard?

Fazes isto: vai à transacção CMOD e escolhes o menu “Ir para > Ampliações Globais > Palavras-chave > Modificar”. Depois introduzes o elemento de dados cuja descrição pretendes alterar. Aparece-te então uma caixa de diálogo na qual podes redefinir todas as descrições desse elemento de dados. A seguir gravas e já está. A partir de agora, em todo o lugar onde este elemento de dados é usado aparece a tua nova descrição. Poderoso!

Ah, e na opção de menu mesmo ao lado (aquele que diz “exibir”) podes ver a lista de elementos de dados que foram já alterados nesse sistema.

Simples? Pois, mas tem calma, não te ponhas a chamar “coisa” ao MATNR nem “amiguinho” ao UNAME e por aí adiante. O SAP é uma coisa séria.

Obrigado ao Miguel Freitas pela dica.

(E obrigado a David Rodrigues pela foto).

O Abapinho saúda-vos.

Como encavalitar tabelas

Às vezes temos de criar uma tabela Z. Às vezes temos até de criar várias tabelas Z. Às vezes estas tabelas estão relacionadas de alguma forma. Como quando uma contém dados de cabeçalho e a outra dados de item, por exemplo. Ora se estão relacionadas pode dar jeito que sejam editadas em conjunto. É para isso que servem os Clusters de Visão (view cluster).

Ler o resto do artigo! »

As estruturas PRE-a-porter

Quantas vezes não é necessária uma pequena estrutura para guardar, por exemplo, uma lista que relacione materiais e centros. Mas perder tempo a inventar a roda é sempre de evitar.

No reino do MM há uma pequena família de estruturas que uso amiúde: são elas as PRE*, uma série de estruturas que vai desde a PRE01 à PRE50, com uns saltos pelo meio. Embora sejam, na sua maioria, específicas demais para servirem algum propósito, há algumas úteis. Eis uma dúzia:

PRE01: MATNR, WERKS
PRE03: MATNR
PRE05: MATNR, WERKS, LGORT, CHARG
PRE07: MATNR, LGNUM, WERKS
PRE08: MATNR, WERKS, LGORT
PRE10: MATNR, VKORG, VTWEG
PRE11: MATNR, MEINH
PRE12: MATNR, LGNUM
PRE15: WERKS
PRE23: MATNR, VKORG, VTWEG, WERKS
PRE24: MATNR, MTART, MATKL
PRE28: EAN11

O Abapinho saúda-vos.


Acerca do Abapinho
O Abapinho é suportado pelo WordPress
Artigos (RSS) e Comentários (RSS).