"
Etiqueta > SAPgui
Apoiado por

Fechar automaticamente as portas que tu abres

Estas no editor. Introduzes um ( ou [ ou { ou ‘ e o SAP é mongo e não o fecha certo?

Ora bem,

Clica no ícone em baixo à direita que acede às opções do SAPGui onde adicionamos template.

Na opção formatting, activas o Enable Auto Brackets e voilá, o SAP começa a fechar automaticamente as portas que tu abres.

Mais valia que isto viesse activado de raiz.

Obrigado Sérgio Fraga pela dica.

O Abapinho saúda-vos.

Comparar versões ignorando as indentações

Quando se compara versões por vezes aparecem várias diferenças mesmo quando não fizemos alterações ao código. Essas diferenças podem ser simplesmente consequência de um Pretty Printer que altera as indentações do código. Isto torna a comparação muito difícil e confusa.

Mas o ABAP Workbench prevê isso e permite configurar o comparador de versões para ignorar indentações e até comentários.

Basta carregares em F5 ou ires ao menu “Display Format > Settings” e adaptá-lo às tuas necessidades:

diff

De nada ;)

O Abapinho saúda-vos.

Cria modelos na SE80 arrastando coisas para o código

Quando estamos a programar é sempre bom ter formas de acelerar o que estamos a fazer. Uma delas é a geração automática de de padrões de chamadas de métodos e afins.

Conheço 3 formas de o fazer.

Ler o resto do artigo! »

Encontra tudo de uma só vez

O editor de ABAP tem sempre coisas novas para descobrir.

Quando faço CTRL-F para pesquisar texto a opção que costumo usar é a “Continuar proc…” (traduções…).

Ler o resto do artigo! »

Mais uma forma de ver os parâmetros de um método

Imagina que queres chamar um método mas não sabem quais os seus parâmetros. O que fazes?

Dantes tinhas de usar o pattern ou então abrir a classe numa janela ao lado para ver os parametros do método. Depois apareceu o auto-complete e tornou tudo mais simples.

Mas há ainda outra forma.

Ler o resto do artigo! »

ABAP Code PushDown em HANA

[Artigo por Artur Moreira]

A SAP introduziu a partir da versão 7.4 do ABAP o conceito de Code PushDown, que significa utilizar mais a base de dados para cálculos (agregação de dados, somas e vários cálculos prévios).

Ler o resto do artigo! »

Pesquisa incremental

Quando quero procurar uma determinada palavra num programa ABAP normalmente uso a função de pesquisa carregando em CTRL-F. E depois vou carregando em NEXT para ir encontrando as várias ocorrências da palavra que procuro.

Mas há outra forma. E não é melhor nem pior. É simplesmente diferente: a pesquisa incremental.

Ler o resto do artigo! »

Exporta e importa as configurações do ABAP Workbench

Às vezes as coisas estão mesmo debaixo do nosso nariz e não as vimos.

No meu cliente actual trabalho com um montes de sistemas diferentes. Quando altero a configuração num deles muitas vezes, por preguiça ou esquecimento, acabo por não o fazer nos restantes.

Mas há uma forma simples de copiar de uma só vez todas as configurações do ABAP Workbench de um sistema para outro.

Ler o resto do artigo! »

Usa o Editor de Tela Dividida na comparação de versões

Por defeito a comparação de versões é horrível. Mostra as duas versões numa única coluna, com as diferenças destacadas, o que resulta numa grande confusão. É a coisa menos práctica de sempre.

Mas não tem de ser assim.

Ler o resto do artigo! »

Descobre as diferenças com a SE39

Estava há pouco a fazer QC a um programa que criaram chamado ZSDFAKSPE com quase 1000 linhas e nenhum comentário. Uma óbvia cópia de um programa standard chamado SDFAKSPE.

Decidi então usar o Editor ABAP de tela dividida (Split screen editor) que está na transacção SE39. Introduzi o nome do Z e do standard e depois pude compará-los lado a lado.

Ler o resto do artigo! »

Programar classes baseado em texto fonte

Estando habituado a programar em Java e C++, a forma como a SE24 obriga a navegar entre as várias partes de uma classe e o facto de cada método estar isolado no seu próprio include ao início fez-me muita confusão. Mas porque é que a SAP complica sempre tudo? Acabei por habituar-me.

A dado momento a SE24 passou a permitir a opção “Basedo em texto fonte” que mostra a classe e os métodos todos ligados em texto corrido. Mas por alguma razão que nunca atinei com aquilo.

Ler o resto do artigo! »

Saltar para a tua última alteração

Imagina que estás a mexer num programa daqueles antigos que têm milhares de linhas (sim porque hoje em dia sabes que não modularizar é errado (pecado mesmo) e os teus métodos (sim porque hoje tu já só usas métodos) nunca passam das 200 linhas).

Ora estás tu muito bem a editar uma linha qualquer lá pelo meio quando (como já não vais para novo) o nome de uma variável de que precisas se te varre completamente da memória. Ainda puxas pela cabeça mas não há meio de te recordares dela. Não te resta senão fazer HOME para saltares para o topo do programa, onde estão declaradas todas as variáveis (porque quem fez este programa não modularizava mas era uma pessoa arrumadinha).

Mas esqueceste-te do número da linha que estavas a editar e então lá tens tu de vir por aí abaixo a PAGE DOWNar às apalpadelas à procura da linha que estavas a alterar.

Ou então…

Ler o resto do artigo! »

Inibe o histórico de valores para um só campo

Normalmente o SapGUI memoriza os últimos valores introduzidos em cada campo. E isso costuma ser bom. Mas podes muito bem não querer que isto aconteça. (ex: no caso, improvável eu sei, de quereres introduzir valores pornográficos num determinado campo). Uma hipótese é desligar globalmente esta funcionalidade nas configurações do SapGUI.

Mas e se quiseres desligar apenas num campo? O Abapinho ensina-te.

Ler o resto do artigo! »

A classe CL_GUI_FRONTEND_SERVICES

A classe CL_GUI_FRONTEND_SERVICES é frequentemente usada para fazer upload e download de ficheiros de e para o computador local. Mas ela consegue fazer muitos mais coisas boas. Por exemplo:

Ler o resto do artigo! »

O SAP sabe tirar selfies!

Acabei de descobrir que o SAP consegue tirar selfies. Ainda não estou a ver para que é que isto possa servir. Mas não é grave porque na verdade também nunca vi para que é que servem as selfies tiradas por nós os humanos.

Faz-se assim:

Ler o resto do artigo! »


Acerca do Abapinho
O Abapinho é suportado pelo WordPress
Artigos (RSS) e Comentários (RSS).