"
Supported by

(Português) A transacção N

Sorry, this entry is only available in European Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

É intrigante o porquê de, nos dias que correm, a transacção SE16 continuar a ser tão utilizada, quando já existe há tantos anos uma muito melhor, a SE16N.

A transacção SE16N tem mais:

  • sainete: tem um interface mais dinâmico e sofisticado;
  • simpatia: mostra em simultâneo a descrição funcional e o nome técnico dos campos;
  • sabedoria: mostra em simultâneo o valor interno e externo dos campos com rotinas de conversão;

E pode, vejam só, ser também invocada através da transacção N.

Se no entanto continua a usar a SE16 por ser masoquista, então sugiro que experimente a SE17. Doerá ainda mais.

O Abapinho saúda-vos.

9 comentários a “(Português) A transacção N”

  1. Fábio Pagoti Diz:

    Olá!

    excelente dica para quem está começano no mundo ABAP. Nem sabia da existencia dessa transação!! Realmente muiiiiito melhor que a se16 ‘só’ por imprimir o relatorio como ALV.

    Espero que este blog seja um boa fonte de informação para iniciantes em abap, coisa que visivelmente falta no SDN.

    Fábio Pagoti

  2. nununo Diz:

    Olá Fábio, que bom que esta informação te foi útil!

  3. pedro Diz:

    O template deste blog está o máximo. E este post fez-me lembrar que estou a ficar velho … continuo a usar a SE16.

  4. ana Diz:

    Gostei da dica!
    Podes continuar! :)

  5. nununo Diz:

    Que bom que a dica é útil. Parece que há mais pessoas ainda a usar a SE16 do que eu pensava.

  6. Nuno Manso Diz:

    Ora aí está…
    Eu, apesar de ter começado a entrar na equipa dos mais velhos, como entrei nos ABAPs mais tarde – depois de me ter intoxicado com uma infindável miríade de outras linguagens (algumas tão antigas que nem vou dizer) – já aprendi logo a gostar da SE16N. A velhinha SE16 já foi conhecida como curiosidade.
    Mas, já agora, Nuno: junto com os parabéns que mereces pela iniciativa do ABAPinho, dou-te uma dica complementar.
    Conheço um caso – pelo menos – em que ainda não podemos “fugir” da SE16: em BI (antigo BW). Aqui só há a SE16 :-)

  7. nununo Diz:

    Olá Nuno.
    Obrigado pelo comentário. Pois, não sabia que em BI essa transacção não está disponível. O SAP tem coisas misteriosas :)

  8. André Silva Diz:

    Aproveito também para dizer que, além do já descrito, a SE16N ainda tem a funcionalidade de alterar directamente os dados da tabela usando o camando “&SAP_EDIT”, que dá muito jeito para aquelas marteladas ocasionais:)

    Saudações Abaperianas

  9. Hélio Francp Diz:

    Sei que os “martelanços” não são os mais correctos… no entanto como este post é para isso, aqui fica mais uma dica.

    Se o “&SAP_EDIT” não funcionar, muito provavelmente a nota 1420281 foi implementada.
    Note 1420281 – CO-OM tools: SE16N: Deactivating &SAP_EDIT

    No entanto existe sempre solução para ultrapassar e simular o “&SAP_EDIT”.

    1) Breakpoint no Include:
    LSE16NI01
    MODULE FCODE_0100 INPUT.
    case save_ok_code.

    2) e forçar:
    gd-edit = ‘X’.
    gd-sapedit = ‘X’.

    Cumprimentos e muitos parabéns pelo blog!

Deixe um comentário


About Abapinho
Abapinho runs on WordPress
Articles (RSS) e Comments (RSS).