Patrocinado por
Patrocinado por Inetum

No Eclipse ADT podes partilhar links para o teu código

images/thumbnail.jpg - Thumbnail

Até recentemente o ABAP nunca foi muito dado a grandes colaborações.

No Eclipse renomeias automaticamente

images/thumbnail.png - Thumbnail

Quem ainda programa de forma monolítica não sente tanta necessidade disto. Mas, quem usa múltiplas classes com múltiplos métodos sabe que é normal (e até desejável) mudar de ideias em relação ao nome destas coisas. As ideias não nascem já acabadas na nossa cabeça. Idealmente, o código é moldável e dá para ir moldando até encontrarmos a forma desejada.

O Eclipse ADT dá bom uso aos ABAP Doc

images/thumbnail.jpg - Thumbnail

ABAP Doc é uma forma excelente de integrar a documentação no código.

A magia do F2 no Eclipse ADT

images/thumbnail.jpg - Thumbnail

O Eclipse ADT chama-lhe Code element information.

No Eclipse ADT continuas onde paraste

images/thumbnail.png - Thumbnail

Sabias que no Eclipse ADT podes trabalhar mesmo sem ligação ao servidor?

No Eclipse ADT não mudas constantemente de contexto

images/thumbnail.jpg - Thumbnail

Cada vez que trocas de contexto, perdes ligeiramente o fio à meada. É a natureza humana. Portanto, quanto menos o fizeres, melhor.

No Eclipse o compilador não é preguiçoso

images/thumbnail.jpg - Thumbnail

Ainda usas o SAPGUI em vez do Eclipse ADT? Prepara-te para ser achincalhado.

As linguagens moldam o pensamento

images/thumbnail.jpg - Thumbnail

Li algures que os matemáticos orientais tendem a resolver um tipo de problemas matemáticos diferente do tipo de problemas que os matemáticos ocidentais resolvem.

Para aqueles que criticam a nova sintaxe da 7.4

images/thumbnail.jpg - Thumbnail

Este post dirige-se à personagem colectiva que representa todas as pessoas já me disseram que gostam de algumas coisas da nova sintaxe funcional da 7.4 mas acham que não se deve exagerar e se deve evitar usar REDUCE e essas coisas desnecessariamente esquisitas pois o código fica mais obscuro, é mais lento e não vêem vantagens.

Estás a falar a sério?

Usa BASE para não estragares o que já tens

images/thumbnail.png - Thumbnail

Dantes usava-se o comands APPEND e INSERT para adicionar linhas a tabelas internas. Mas agora que o ABAP cresceu, podemos usar VALUE, REDUCE, CORRESPONDING, etc. Mas, e se a tabela interna já tiver linhas e não as quisermos perder?

INNER JOIN em vez de FOR ALL ENTRIES

images/thumbnail.png - Thumbnail

Há uns tempos mostrei-te que podias fazer SELECT a uma tabela interna. E no outro dia perguntei-me: se isso é possível, não será então também possível fazer INNER JOINs?

YAGNI

images/thumbnail.png - Thumbnail

You Ain’t Gonna Need It em português quer dizer Faz o que quiseres, mas não digas que eu não te avisei. Estou a brincar. Não é bem isso.

Copia do SAPGUI para o clipboard

images/thumbnail.png - Thumbnail

Sabias que o teu programa ABAP pode copiar conteúdo para o clipboard do teu sistema operativo?

SELECT a tabela interna

images/thumbnail.jpg - Thumbnail

Agora dá para fazer SELECT a tabelas internas.

SELECT SINGLE vs SELECT UP TO 1 ROWS

images/thumbnail.jpg - Thumbnail

É pá, esta é uma daquelas discussões infinitas que nunca chegarão a lado nenhum. Igual a tentar decidir se mereces continuar a viver se meteres ananás na pizza ou queijo Filadélfia no sushi.