"
Supported by

(Português) Um mal que veio por bem

Sorry, this entry is only available in European Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Era uma vez um cliente com um sistema produtivo com 9 servidores mais rápidos que a própria sombra. Esses 9 servidores eram geridos por 4 administradores de sistema muito bons que os mantinham sempre oleados e a fluírem à velocidade máxima. Um dia tive de desenvolver um carregamento muito complexo que criava milhões de classificações. Quando se começou a testar o programa, constatou-se que algo estava muito lento, lento demais. Na maior parte do tempo o programa estava encalhado à espera de SELECTs sequenciais à tabela INOB, que era gigante. Como o meu programa não usava a INOB estranhámos. Depois de alguma investigação descobriu-se um SELECT desnecessário e ainda por cima mal feito (sem usar nem a chave primária nem um índice) que alguém deixou num user-exit amplamente utilizado. Comentou-se o SELECT e de repente o meu programa ficou centenas de vezes mais rápido. Eu fiquei feliz mas quem ficou mesmo a ganhar foram os administradores de sistema que tiveram um inesperado upgrade grátis a todas as 9 máquinas!

O Abapinho saúda-vos.

6 comentários a “(Português) Um mal que veio por bem”

  1. Michelle Diz:

    Achei sensacional achar tanta coisa bacana em um blog em PT!

  2. nununo Diz:

    Olá Michelle, ainda bem que gostas do Abapinho. Se puderes promove-o entre os teus amigos e colegas! obrigado :)

  3. Paulo Diz:

    Parabéns pelo blog!

    já que entrou no assunto ‘lentidão’, que tal algumas dicas de performance para o pessoal? :)

  4. nununo Diz:

    Olá Paulo,
    Obrigado!
    Prevêem-se dicas de performance para breve.
    Nuno

  5. John Doe Diz:

    É giro simplificar os problemas assim. Mas lá está… comentar apenas por comentar o SELECT, embora seja um SELECT errado não resolve os problemas e até pode criar novos.
    Porque é que o SELECT estava no lugar que estava?

    A ideia do blog é boa, a simplicidade com que mudam programas (ou explicam que os mudam) é assustadora para quem, como eu, vive em projectos gigantes, e a linguagem é grosseira, mas isto é o teu blog, portanto, força.

  6. admin Diz:

    Foi há muito tempo mas lembro-me que o SELECT era garantidamente inútil porque os seus resultados não eram usados. Talvez tivesse sido usado no passado, não sei. Além disso não usava a chave primária e por isso demorava eternidades. De qualquer forma na altura analisámos o código e as versões e concluímos que a nossa correcção podia ser feita sem impacto.

Deixe um comentário


About Abapinho
Abapinho runs on WordPress
Articles (RSS) e Comments (RSS).