Abapinho

Já usaste expressões regulares?

As expressões regulares já existem há que tempos. Mas ainda são muito pouco conhecidas e ainda menos usadas. São uma espécie de linguagem descritiva que permite efectuar pesquisas e substituições muito sofisticadas em cadeias alfa-numéricas.

Um exemplo simples: validar um endereço de correio electrónico. Se tiveres de o fazer através de um algoritmo tens um trabalhão. Mas com expressões regulares, basta duas ou três linhas de código e a expressão regular “\b[A-Z0-9._%+-]+@[A-Z0-9.-]+\.[A-Z]{2,4}\b”.

Quase sempre que é necessário fazer pesquisas e substituições relativamente complexas dentro de cadeias alfa-numéricas é quase certo que recorrer a expressões regulares é preferível a desenvolver um algoritmo próprio.

Existem duas partes na utilização de expressões regulares.

  1. Criar o código ABAP para fazer o que queremos, seja uma pesquisa, uma validação ou uma substituição;
  2. Determinar a expressão regular propriamente dita que resolve o nosso problema.

Em relação à primeira parte existem duas abordagens possíveis para usar expressões regulares em ABAP:

O primeiro é mais simples e directo mas o segundo é muito mais flexível e tem vantagens em termos de performance se pretenderes aplicar a coisa em massa.

Aqui encontras a documentação online oficial da SAP sobre expressões regulares em ABAP. E aqui encontras um PDF que ensina a usar ambas as formas e que é uma óptima referência para aprender a usar expressões regulares em ABAP. Pela net fora há exemplos e documentação de como usar expressões regulares em ABAP.

Em relação à segunda parte é importante recordar o seguinte:

Eu uso expressões regulares raramente. Mas quando as uso sei que a alternativa seria muito dolorosa. É importante acima de tudo saber que existem, para que servem e como funcionam. Assim poderás identificar facilmente quando é vantajoso utilizá-las.

Se tiveres curiosidade, a Wikipédia é um bom ponto de partida para aprender sobre esta fascinante ferramenta.

Obrigado a irene nobrega pela foto.

O Abapinho saúda-vos.

Exit mobile version