"
Apoiado por

Depuração telepática

Imagine o seguinte cenário: um utilizador (ou utilizadora) está sentado no escritório dele, a correr uma transacção ou não sei o quê. Tem um problema e chama um programador (ou programadora) para o (ou a) ajudar a entender o que se passa. Normalmente o programador (ou programadora) teria de se deslocar lá, à sala do senhor utilizador (ou senhora utilizadora) e das duas uma: fazer debug no computador dele (ou dela) ou aprender como recriar o problema e depois fazer debug no seu computador.

Uma alternativa muito mais comodista é a seguinte:

  • Ir à transacção SE38;
  • Menu Utilitários -> Opções;
  • Escolher separadores “Editor ABAP” -> “Depuração”;
  • No caixa “Depuração externa” introduzir o código de utilizador de quem se quer bisbilhotar;
  • Criar breakpoints de sistema (não de sessão) no programa a depurar;

Agora é só dizer ao utilizador (ou utilizadora) para desatar a correr o programa lá longe no seu computador. No momento em que, na sessão alheia, for atingido um breakpoint, aparece no ecrã do programador (ou programadora) uma janela de debugger ligada a essa sessão alheia. E já está.

O Abapinho saúda-vos.

5 comentários a “Depuração telepática”

  1. Bruno Filipa Diz:

    Esta é EXCELENTE! Obrigado!!

  2. João Martins Diz:

    Muito bom e de grande utilidade :) Mas assim à primeira vista o utilizador não tem de ter autorização de Debug, o externo?

  3. nununo Diz:

    Provavelmente sim, tem de ter permissões. No SAP nada se faz sem permissões. De qualquer forma, se se tratar do sistema de testes ou desenvolvimento esse problema nunca se porá.

  4. Vinicius Diz:

    Nuno,

    E importante lembrar que este tipo de depuração só funciona com conexão HTTP e RFC, sendo assim, se o utilizador(dora) acessar uma transação como a XD03, caso haja um ponto de parada de sistema( por utilizador) o mesmo não ira funcionar, o depurador não abrirá na sua tela como você explica logo acima.

    Vinicius

  5. admin Diz:

    Obrigado pelo aviso Vinicus.

Deixe um comentário


Acerca do Abapinho
O Abapinho é suportado pelo WordPress
Artigos (RSS) e Comentários (RSS).